Skip to the content

Menu
Adega Cooperativa de Redondo

Agroalimentar / Vinho


Descrição
A AR é uma das grandes responsáveis pelo fenómeno de popularidade dos vinhos da região Alentejo, ainda na década de 80, com a marca Porta da Ravessa a assumir-se como um verdadeiro ex-libris, já que é o vinho mais consumido no país, tudo fruto de uma excelente relação qualidade-preço. Toda a produção da AR é comercializada embalada, sob as suas marcas, todas elas de denominação controlada e certificada. Conta com a mais evoluída tecnologia e em que os resultados finais são garantidos por uma competente equipa enológica e de controlo de qualidade.
Visão
A plantação de novas castas, o aumento e melhoria na seleção das uvas promovidas pela nossa área técnica, têm permitido não só o lançamento de novos vinhos que vão ao encontro do gosto dos consumidores mais exigentes (monovarietais, colheitas especiais, etc) mas também a melhoria dos lotes base da Adega.
Missão
A Adega Cooperativa de Redondo produz cerca de catorze milhões de litros de vinho por ano, entre tintos (75%) e brancos (25%), e recentemente começou a produzir rosés. Pedro Hipólito explica que “os vinhos tintos assentam em castas tipicamente alentejanas como a Trincadeira, o Aragonês, o Castelão e o Alicante Bouschet (a última trazidas de fora, mas que já consideramos da região) mas temos vindo a recomendar a plantação de outras, nomeadamente algumas que são bandeira a nível nacional, como é o caso da Touriga Nacional, e o Syrah. No caso dos brancos, nos últimos anos assistimos a uma flutuação da procura com uma tendência actual para aumentar. O Roupeiro é a nossa casta branca maioritária, o Fernão Pires manifesta-se aqui de forma muito particular e positiva, mas temos muitas variedades que potenciam e complementam os nossos vinhos brancos, como é o caso do Arinto, do Antão Vaz e do Verdelho, entre outras. Assim, também temos grande capacidade de inovar”.
Lista de produtos